Vantagens de uma solução livre de pó

Com tantas opções no mercado para scanners intra-orais, como encontrar o mais adequado para a sua clínica? Uma das principais características que alguns possuem é o sistema sem pó. Qual é exatamente o benefício desta solução e há alguma desvantagem em tal sistema? Pesamos os prós e contras dos scanners intra-orais sem pó para que possa tomar uma decisão mais informada sobre qual sistema funciona melhor para si.

Os scanners que requerem o uso de pó são relativamente mais complicados de usar do que os scanners sem pó. Além do fato de que o uso de pó pode ser confuso e desconfortável, tentar manter a espessura ideal do revestimento nos dentes durante todo o processo de digitalização pode ser frustrante. Isso ocorre devido à possibilidade de o paciente lamber o pó, bem como a dificuldade de determinar a quantidade a ser aplicado, pois ter muito ou pouco afetará a qualidade da digitalização. Além disso, uma inconsistência na espessura aplicada nos dentes afeta a precisão dos scans devido a uma transfiguração do contorno do dente. Como resultado, há uma grande probabilidade de precisar de vários scans para obter imagens perfeitas, de forma a evitar imprecisões nas soluções de tratamento.

 

Medit i500. Um scanner sem pó.

 

Em comparação, os scanners intra-orais sem pó são mais fáceis de operar. Em primeiro lugar, um sistema sem pó requer menos etapas de processamento e isso facilita o processo de aprendizagem. Os sistemas sem pó são, também, mais fáceis de manusear, especialmente para arcada completa, já que não há necessidade de verificar constantemente a consistência do pó nos dentes durante o processo de scaneamento.

Além disso, a eliminação do uso de pó reduz o risco de irritação nos locais cirúrgicos, tornando-o mais seguro para os pacientes que acabaram de fazer a cirurgia. Há, também, uma menor probabilidade de precisar de re-scans com sistemas sem pó. Isto significa que o uso deste sistema torna a impressão digital muito mais rápida e reduz o tempo de cadeira em mais de 20%. Tudo isso contribui para uma experiência geral melhorada tanto para o dentista como para o paciente.

No entanto, o uso de pó pode ser útil ao digitalizar materiais refletivos ou translúcidos. A adição de uma camada de pó em materiais reflectivos fornece um revestimento opaco que reflete a luz num padrão uniforme, o que facilita a captura de imagens pelo sensor do scanner. Portanto, pode aplicar uma leve camada de pó, mesmo quando estiver a utilizar scanners sem pó para certos casos, como ao scanear materiais altamente translúcidos, como coroas de porcelana com metal ou suportes de cerâmica.

Share this post